25 abril, 2017

Um infográfico para mostrar a fonte do surto de cólera em 1854 em Londres?

Pereira e Gomes (2017) mostram de maneira resumida como o médico inglês, John Snow, mesmo sem uma percepção teórica, fez uso da infografia para comprovar sua teoria científica a respeito do surto de cólera, que acometeu a cidade de Londres, no século XIX. 

Ao elaborar um mapa, Snow lançou mão de uma estratégia de
representação gráfica planejada, que foi diagramada a fim de facilitar a compreensão dos conteúdos pelas autoridades médicas e governamentais. Ao recorrer à infografia, a teoria miasmática de transmissão da doença pelo ar, que vigorava na época, foi superada e a nova tese de que a transmissão da doença era causada pelo consumo da água contaminada foi aplicada, permitindo conter o surto devastador. 

Este mapa é um exemplo de cartografia temática que segundo Cairo (2008 apud LAPOLLI; VANZIN,  2016, p. 39) surgiu só a partir do século XVII.  

Fragmento do mapa original de John Snow mostrando os casos de cólera na epidemia de Londres de 1854. (fonte: Wikipedia). 

Referências

CAIRO, Alberto. Infografia 2.0: visualización interactiva de información en prensa. Espanha: Alamut, 2008.

LAPOLLI, Mariana Lapolli;  VANZIN, Tarcísio. Infografia na era da cultura visual. Florianópolis : Pandion, 2016. https://www.slideshare.net/EditoraPandion/infografia-na-era-da-cultura-visual

PEREIRA, Wallace Gonçalves;  GOMES,  Érica Cristina da Silva.  A infografia e a historia da epidemia de cólera na Londres de 1854, 2017. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário